sexta-feira, 13 de junho de 2008

Sou uma pastilha elástica (6)

de Helena Carvalho 5ºA Nº9

Sou uma pastilha elástica, mas também há quem me trate por chiclet.
Eu vim de uma fábrica de chiclets estúpida e vim com sabor a mentol estúpido. Quando cheguei a uma loja, estúpida, já tinha sabor a morango. Quando me compraram, já tinha sabor a mirtilo.
Bom, a minha dona também era estúpida porque, sempre que ia comer, para não me deitar fora, colava-me na sua nuca. Eu era muito especial para ela, pois todos os dias mudava de sabor: sopa de legumes, arroz de pato, mousse de chocolate e muito mais…
Eu era tão especial, mas tão especial (isto não é para me gabar), que a minha dona tinha-me um amor que até me beijava. Talvez fosse pelo meu sabor. Talvez, não sei, mas que ela gostava de mim, gostava.
Sinceramente, eu devo ser anormal; qual é a pastilha elástica que muda de sabor todos os dias???? Mas também, deixem estar, qual é a dona que coloca a sua chiclet na nuca quando vai comer???
Bom, fiquem algum tempo a pensar nisso, pois alguma coisa gigante está a começar a triturar-me…

…bom, acho que não estava a ser triturada, mas sim mascada.
Depois de, pode dizer-se, pouco tempo (cerca de 19 anos) descobri que… afinal a fábrica não era estúpida, a loja não era estúpida, mas eu sim, era estúpida; a minha vida era estúpida. Eu e a minha dona; afinal, quem é que coloca a sua chiclet na nuca quando vai comer???

2 comentários:

Anónimo disse...

É um texto divertido e engraçado

samuel disse...

É engraçado